Santo André é a cidade com maior potencial de consumo do ABC

Município aparece na quarta posição no estado de São Paulo e no 17º lugar no país, segundo levantamento feito pela IPC Marketing

 

Santo André, 22 de maio de 2018 – Após atingir o patamar de cidade da região com mais empregos criados nos últimos 12 meses, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), Santo André tem mais um importante dado para celebrar. A cidade aparece no estudo IPC Maps 2018 como o município do ABC com maior potencial de consumo, ocupando a quarta colocação no estado de São Paulo e o 17º lugar no país. A pesquisa, realizada pela IPC Marketing Editora, utiliza dados de fontes como o IBGE, Fundação Getúlio Vargas e Ministério da Fazenda.

 

Em relação ao ano passado, a cidade subiu duas posições no ranking estadual e cresceu três posições no âmbito nacional. A pesquisa ainda aponta que o potencial de consumo em Santo André deve chegar a R$ 22 bilhões neste ano.

 

“O bom desempenho mostra a força da nossa cidade para o desenvolvimento do ABC. Santo André está retomando a sua capacidade de crescimento e volta a ser destaque no cenário econômico nacional. Graças ao choque de gestão, recuperamos a credibilidade, voltamos a atrair investimentos e a gerar emprego e renda, despontando como o município que mais criou postos de trabalho na região em 2017”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

               

O crescimento deste potencial, analisado na pesquisa, está diretamente relacionado com o aumento de renda da população, um fator que é conseqüência direta da melhoria da atividade econômica desenvolvida no município. Mesmo com o país passando por uma instabilidade econômica, Santo André segue apresentando números que revelam o bom momento da economia municipal. A atual administração continua desenvolvendo programas para a geração de empregos e renda, o que influencia positivamente no poder de consumo.

 

Um dos eixos de atuação da Prefeitura, liderada pela Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, é promover a melhoria no ambiente de negócios no município, que é realizada com ações como a implementação do Via Rápida Empresa, desburocratizando o processo de abertura de empresas; a realização do 1º Meeting Empresarial de Santo André – em que mais de 500 empresários e poder público debateram o desenvolvimento do município – e ainda a implantação de programa de qualificação empreendedora nas escolas, para fomento à cultura empreendedora nos jovens de 100% da rede municipal.

 

O segundo eixo de atuação é o fomento à competitividade nas empresas, com foco especial nas micro e pequenas, que é realizada através de medidas como o Prêmio Excelência em Gestão, em que os empreendedores receberam gratuitamente um diagnóstico de gestão detalhado de sua atividade, a reabertura do Banco do Povo, com oferta de microcrédito produtivo subsidiado, a vinda da Sala do Empreendedor, facilitando a vida de quem quer abrir seu próprio negócio, e a retomada do Cento Público de Emprego, Trabalho e Renda, voltando a auxiliar o cidadão para sua recolocação profissional e o preenchimento das vagas das empresas. Medidas como estas levam ao aumento da credibilidade dos agentes econômicos e refletem na retomada dos investimentos na cidade, gerando emprego e renda para a população.

 

Texto: Guilherme Menezes

Foto: Júlio Bastos/PSA