Operação Integrada de segurança busca inibir roubos, furtos e cumprir mandados em Mauá

Comando quer promover a sensação de segurança na população

Reduzir os indicadores criminais, cumprir mandados de busca, fazer a prevenção, são alguns dos objetivos da Operação Integrada, convocada pelo 30º Batalhão de Polícia Militar, que teve o apoio da Polícia Civil e Guarda Civil Municipal, nesta terça-feira (28), nas cidades de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Em Mauá, a Operação teve início à tarde com a concentração das equipes no Boulevard, de onde saíram para diversos bairros.  Cerca de 150 agentes de segurança das três corporações participaram da atividade. Para o prefeito Donisete Braga, que acompanhou a movimentação das forças, “sofremos quando não tínhamos essas operações integradas. Mas, hoje, a parceria é cada vez mais forte para a redução dos indicadores de violência.” Para ele, cada vez que os indicadores caem é uma demonstração de que a população está sendo defendida.

“A integração potencializa a estrutura e o efetivo, ocupando cada vez mais o território”, afirmou. Braga lembrou que a cidade recebeu 40 novos policiais militares, no primeiro semestre e que o município foi o primeiro do país a instituir o Estatuto da Guarda Municipal nos moldes da nova legislação nacional. O prefeito falou ainda que a Guarda Civil Municipal está cada vez mais equipada, agregando cursos de atualização ao efetivo. Também citou a importância do Sistema Municipal de Videomonitoramento, implantado em 2013, que registrou 60% de redução nas ocorrências criminais no entorno dos locais em que as 26 câmeras de rua estão instaladas.

O secretário de segurança, Carlos Wilson Tomaz, afirmou que “estamos comemorando a queda dos índices de violência na cidade e a integração nestas operações permite otimizar as estruturas, aproximando as corporações para um resultado ainda melhor.”

O comandante da Polícia Militar no ABC Paulista, o coronel Marcelo Cortez Ramos de Paula, esteve presente e foi quem deu a ordem para o início da operação. “Sempre procuramos realizar operações conjugadas, o que já faz parte do perfil das polícias do ABC, porque quando se reúnem fisicamente permitem aprofundar e perpetuar a sensação de segurança da população”, disse o coronel. Para ele, os resultados têm sido positivos, com a queda em roubos, por exemplo. “No entanto, buscamos a queda nos homicídios, sempre preocupante, porque a vida é o bem maior”, considerou. Ele avisou que na próxima sexta-feira (31), a operação será replicada em São Bernardo do Campo.

O novo comandante do 30º Batalhão de Polícia Militar, Everton Rubens Rodrigues da Cunha, também esteve à frente do comando, organizado em vários pontos estratégicos para inibir tráfico, roubos, furtos, tomar armas e promover a prevenção. “As operações integradas sempre são importantes porque são três forças de segurança, utilizando o suporte dos sistemas inteligentes, como Infocrim, Copom on line e o videomonitoramento”, avaliou.

O delegado titular da Polícia Civil de Mauá, Alberto José Mesquita Alves, reafirmou a importância dessa integração. “É essencial fazer com frequência por causa dos resultados. Quando chamamos, a polícia e a Guarda veem; hoje a PM chamou, e estamos aqui”. Com sete viaturas e 14 policiais, a equipe da Polícia Civil tem “50 mandados de prisão para cumprir, a maioria criminais, por roubo e tráfico”, segundo Alves. “A cidade tem seus indicadores de violência em queda e a força tática estará empenhada no combate ao tráfico e bloqueio para evitar o roubo e furto de veículos”, segundo o delegado.

Fotos: Evandro Oliveira

Imagem inline 2

Imagem inline 1

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *