Mauá pode concluir negociação de reajuste salarial de servidores públicos nesta quarta-feira (23)

O Sindicato dos Servidores Públicos (Sindserv) de Mauá protocolou ofício, nesta segunda-feira (21), junto aos chefes dos poderes Executivo e Legislativo municipal, para tentar destravar as negociações do reajuste salarial da categoria. No documento, a entidade pede atenção e celeridade para que haja consenso em favor dos trabalhadores. Após ação da entidade, uma nova reunião foi agendada para amanhã (23).
Para o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, a reunião pode marcar o fim das negociações. “Esperamos que o governo venha com uma proposta mais plausível e que possamos sair de lá com algo substancial para apresentar aos trabalhadores na assembleia”, pontuou. “Precisamos concluir esse processo o mais rápido possível para que os trabalhadores possam receber seus proventos já reajustados”, explicou.
Onze dias após a nova proposta ser encaminhada pelo Sindserv, a Administração agendou uma nova reunião, para amanhã (23), no Paço Municipal.
No dia 11, a Administração ofereceu como números finais apenas 3,68% de reajuste e duas possibilidades para o auxílio alimentação: ampliar para todos os servidores com aumento para R$ 370,00 ou manter apenas para quem recebe até três vezes o menor vencimento e aumentar para R$ 390,00.
Na mesma data, o Sindserv pediu ampliação mínima dos valores para 4% de reajuste salarial (1,32% de aumento real e 2,68% de reposição da inflação) e divisão do auxílio alimentação em duas faixas: R$ 410,00 para quem recebe até três vezes o menor vencimento e R$ 200,00 para os demais servidores.
Segundo Lobo, os números estão muito abaixo do que o servidores reivindicam. “Esses valores não passam nem perto da valorização que prometeram aos trabalhadores no começo do ano”, lamentou. “Ainda não desistimos do abono, mas precisa haver disposição da Prefeitura em negociar”, argumentou.
Nos documentos enviados à prefeita em exercício e ao presidente da Câmara Municipal, Alaíde Damo e Admir Jacomussi, respectivamente, o Sindserv pede apoio para acelerar as negociações e, assim, concluir positivamente a campanha salarial.
Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *