Atividades dentro de casa podem causar quedas

 Fraturas aumentam com o envelhecimento

#endocrinologia #sbemsp

 

No inverno a tendência é que as atividades fiquem concentradas dentro de casa. E isso pode ser um perigo para mulheres a partir dos 55 anos e homens aos 65 anos, idades em que as fraturas osteoporóticas aumentam exponencialmente.

O Dr. Sergio Setsuo Maeda, diretor da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP) explica que pisos escorregadios, escadas e objetos deixados no chão podem oferecer perigo dentro de casa. “A Osteoporose é uma doença sem sintomas, no geral, os pacientes devem estar atentos a um programa de prevenção e detectar a possibilidade de evolução a uma fratura. Um dos locais mais perigosos com risco de cair é o banheiro”, alerta o médico.

“A Osteoporose é uma doença que se agrava com o envelhecimento, portanto, só tende a piorar nas próximas décadas, ocasionando dor e sofrimento do paciente e de seus cuidadores, com impactos elevados nos custos financeiros e sociais”, explica a Dra. Marise Lazaretti Castro, médica da SBEM-SP.

Existem múltiplas estratégias para reduzir este impacto na sociedade, que vão desde medidas preventivas ao longo da vida até uso de medicamentos específicos, que reduzem em mais de 50% o risco de fraturas.

Para os especialistas, os princípios básicos para prevenção dessa doença estão no tripé: (1) a prática constante de atividades físicas, (2) o consumo adequado de nutrientes como cálcio e proteínas ao longo da vida e (3) a manutenção de níveis adequados de Vitamina D, obtida pela exposição solar mas também através de suplementos, já que com a idade a síntese da pele diminui bastante.

 

Sobre a SBEM-SP

A SBEM-SP (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Estado de São Paulo) pratica a defesa da Endocrinologia, em conjunto com outras entidades médicas, e oferece aos seus associados oportunidades de aprimoramento técnico e científico. Consciente de sua responsabilidade social, a SBEM-SP presta consultoria junto à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, no desenvolvimento de estratégias de atendimento e na padronização de procedimentos em Endocrinologia, e divulga ao público orientações básicas sobre as principais moléstias tratadas pelos endocrinologistas.

Serviço:

Twitter: @SBEMSP

Facebook: Sbem-São-Paulo

http://sbemsp.org.br/

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *